Leitura e Interpretação de texto (2).ppt

April 8, 2019 | Author: Areonildo Junior | Category: Language Interpretation, Parsing, Information, Discourse, Linguistics
Share Embed Donate


Short Description

Download Leitura e Interpretação de texto (2).ppt...

Description

Eixo: Leitura e Interpretação de texto.

Estrutura e tipologia de textos :

Tipos e Gêner Gêneros os Textua Textuais is

 Níveis de leitura: 







Decodificar: Entender o significado dos símbolos gráficos utilizado no texto; Ler palavras.  Analisar: Entrosar o significado das palavras na frase, nos parágrafos, nos capítulos; Compreender frases.

Inferir: Estabelecer significados adicionais em torno dos significados imediatos e original dos símbolos gráficos utilizados no texto; Compreender significado geral do texto. Refletir: Cotejar os dados da leitura com os meios ideais, conceitos e sentimentos, a fim de aceitar ou refutar as afirmações ou supostas verdades; Tomar um posicionamento crítico.

Entenda que... - Decodificar - Decodificar e compreender - Decodificar, compreender e inferir - Decodificar, compreender, inferir e analisar criticamente.

Vamos então à teoria!!! Diferenciar Tipo e Gênero textual.

Linguística textual 

-

Texto é uma manifestação linguística das ideias de um autor, que serão interpretadas pelo leitor de acordo com seus conhecimentos linguísticos e culturais. Quem escreveu / Quem leu Quando escreveu / Quando leu Onde escreveu / Onde leu Como escreveu / Como leu

“O  falante

se comunica através de textos e não de frases, não importando se essa comunicação se  processa através de textos muito extensos (livros, artigos) ou de textos bem curtos (bilhete,  participação de nascimento, anúncio de classificados).” (Luiz Antônio Marcuschi, em Linguística de texto: o que é e como se faz?)

Interpretação de texto 



-

Interpretar um texto é extrair o discurso (a mensagem) do autor com base no comando solicitado. Em todo texto o autor defende ou apresenta uma ideia. É necessário: Conhecer a tipologia e o gênero textual. Fazer a leitura do texto escrito e a observação das imagens (quando houver). Conhecer o tipo de discurso que vai analisar e interpretar. Conhecer o tipo de enredo que vai analisar e interpretar.

Tipos de texto. - O tipo é caracterizado pela natureza linguística de sua

construção teórica, ou seja, por seus tempos verbais, aspectos lexicais (palavras) e sintáticos (gramática), relações entre seus elementos. Dissertação (posicionamentos e exposição de ideias, argumentação)  Descrição (adjetivos; riqueza de detalhes; aspectos sensoriais)   Narração (acontecimento ou situação; personagens, tempo, espaço)  Expositivo (se limitam a apresentar determinada situação)  Injuntivo (realizar determinada ação; pede, manda ou aconselha) 

Gênero de texto. - Textos reais, que regulam a vida em sociedade e

caracterizam-se por uma estrutura relativamente estável, pois se mantêm sempre muito parecidas, com características comuns (estilo, função, composição e canal). Alguns deles: Bilhete, Carta pessoal, Romance, Crônica, Notícia, Bula de remédio, etc. - Conhecer as características de cada gênero, facilita

consideravelmente no papel da interpretação, pois o leitor já sabe antes mesmo de ler, o que esperar quanto à estrutura, à linguagem e alguns casos até quanto ao tema!

Aplicando... ENADE, FORMAÇÃO GERAL, PROVA 2007, QUESTÃO 6: Vamos supor que você recebeu de um amigo de infância e seu colega de escola um  pedido, por escrito, vazado nos seguintes termos: “Venho  mui

respeitosamente solicitar-lhe o empréstimo do seu livro de Redação para Concurso, para fins de consulta escolar. ”

Essa solicitação em tudo se assemelha à atitude de uma pessoa que (A) comparece a um evento solene vestindo smoking completo e cartola. (B) vai a um piquenique engravatado, vestindo terno completo, calçando sapatos de verniz. (C) vai a uma cerimônia de posse usando um terno completo e calçando botas. (D) frequenta um estádio de futebol usando sandálias de couro e bermudas de algodão. (E) veste terno completo e usa gravata para proferir uma conferência internacional. (Disponível em: http://portal.inep.gov.br/web/guest/provas-e-gabaritos-2007 ,

Procedimentos... 



Cada tipo e gênero de texto pressupõe diferentes áreas do conhecimento; são de conteúdos e objetivos específicos, e isso implica  procedimentos distintos. Chamamos esses procedimentos de Estratégias de leitura.

Estratégias de leitura. 

Consideremos o estudo de Isabel Solé em:

SOLÉ, Isabel.  Estratégias de leitura. Porto Alegre: Editora Artmed, 1998.

Antes da leitura: Antecipação do tema ou ideia principal a partir de elementos paratextuais, como título, subtítulo, do exame de imagens, de saliências gráficas, outros.  Levantamento do conhecimento prévio sobre o assunto;  Expectativas em função do suporte (local de  publicação);  Expectativas em função da formatação do gênero;  Expectativas em função do autor ou instituição responsável pela publicação. 

Durante a leitura 

 





Confirmação, rejeição ou retificação das antecipações ou expectativas criadas antes da leitura; Localização ou construção do tema ou da ideia principal; Esclarecimentos de palavras desconhecidas a partir da inferência ou consulta do dicionário; Formulação de conclusões implícitas no texto, com base em outras leituras, experiências de vida, crenças, valores; Formulação de hipóteses a respeito da sequência do enredo;

Durante a leitura Identificação de palavras-chave;  Busca de informações complementares;  Construção do sentido global do texto;  Identificação das pistas que mostram a posição do autor;  Relação de novas informações ao conhecimento  prévio;  Identificação de referências a outros textos. 

Depois da leitura: Construção da síntese semântica (significado) do texto;  Utilização do registro escrito para melhor compreensão;  Troca de impressões a respeito do texto lido;  Relação de informações para tirar conclusões;  Avaliação das informações ou opiniões emitidas no texto;  Avaliação crítica do texto. 

Para fazer uma leitura direcionada então... Identifique a ideia central do texto; Separe o essencial do acessório; Extraia a mensagem implícita; Use as informações para diferentes fins; Leia para se orientar; Leia criticando o que leu; Comente as várias mensagens lidas; Posicione-se frente ao texto relacionando-o às suas experiências;  Adquira informações;  Tire conclusões baseadas em fatos; Sublinhe as palavras com maior carga de significado; Faça “traduções” mentais dos enunciados; Substitua as palavras complexas por algumas mais familiares; 

Aplicando... 

Leitura de imagem:

Aplicando... 

1* - Leitura de imagem e texto escrito:

Aplicando... 

1* Leitura de imagem e texto escrito:

ENADE, FORMAÇÃO GERAL, PROVA 2008, QUESTÃO 5: A foto a seguir, da americana Margaret Bourke-White (1904-71), apresenta desempregados na fila de alimentos durante a Grande Depressão, que se iniciou em 1929.

Além da preocupação com a perfeita composição, a artista, nessa foto, revela (A) a capacidade de organização do operariado. (B) a esperança de um futuro melhor para negros. (C) a possibilidade de ascensão social universal. (D) as contradições da sociedade capitalista. (E) o consumismo de determinadas classes sociais. (Disponível em: http://portal.inep.gov.br/web/guest/provas-e-gabaritos-2008 , Acesso em 08.07.2013)

Aplicando... 

2* Leitura atenta do texto:

Aplicando... 

2* Leitura atenta do texto:

ENADE, FORMAÇÃO GERAL, PROVA 2008, QUESTÃO 6:

 No mapa, registra-se uma prática exemplar  para que as cidades se tornem sustentáveis de fato, favorecendo as trocas horizontais, ou seja, associando e conectando territórios entre si, evitando desperdícios no uso de energia. Essa prática exemplar apóia-se, fundamentalmente, na (A) centralização de decisões políticas. (B) atuação estratégica em rede. (C) fragmentação de iniciativas institucionais. (D) hierarquização de autonomias locais. (E) unificação regional de impostos (Disponível em: http://portal.inep.gov.br/web/guest/provas-e-gabaritos-2008 , Acesso em 08.07.2013)

Aplicando... 

3* Leitura contextualizada:

Aplicando... 

3* Leitura contextualizada:

ENADE, FORMAÇÃO GERAL, PROVA 2008, QUESTÃO 2: Quando o homem não trata bem a natureza, a natureza não trata bem o homem.

Essa afirmativa reitera a necessária interação das diferentes espécies, representadas na imagem a seguir Depreende-se dessa imagem a (A) atuação do homem na clonagem de animais préhistóricos. (B) exclusão do homem na ameaça efetiva à sobrevivência do planeta. (C) ingerência do homem na reprodução de espécies em cativeiro. (D) mutação das espécies pela ação predatória do homem. (E) responsabilidade do homem na manutenção da  biodiversidade (Disponível em: http://portal.inep.gov.br/web/guest/provas-e-gabaritos-2008 , Acesso em 08.07.2013)

Aplicando... 

3* Leitura contextualizada:

Depois dos problemas ocorridos na Ásia, o governo brasileiro resolveu instalar um medidor de abalos sísmicos, que cobre todo o país. O Centro Sísmico Nacional enviou à polícia da cidade de Icó, no Ceará, uma mensagem que dizia: "Possível movimento sísmico na zona. Muito perigoso, superior Richter 7. Epicentro a 3 km da cidade. Tomem medidas. Informem resultados com urgência".  Após uma semana, foi recebido no Centro Sísmico Nacional um telegrama que dizia: "Aqui é da Polícia de Icó. Movimento sísmico totalmente desarticulado. O tal Ritchter tentou se evadir, mas foi abatido a tiros. Desativamos todas as zonas. As putas tão todas presas. Epicentro, Epifânio e outros três cabras-safados também foram detidos. Não respondemos antes porque houve um terremoto da porra por aqui".

Aplicando... 

4* Leitura com conhecimento específico:

(Fonte: Imagens compartilhadas em redes sociais)

Aplicando... 

4* Leitura com conhecimento específico:

ENADE, FORMAÇÃO GERAL, PROVA 2008, QUESTÃO 1:

(Disponível em: http://portal.inep.gov.br/web/guest/provas-e-gabaritos-2008

Principais erros na Interpretação. Extrapolação: Extrapolar é sair dos limites; quando colocamos respostas que não foram sugeridas nem estavam presentes no texto.  Redução: É particularizar aspectos gerais; analisar o texto tomando como verdade apenas uma das partes. Decorrente de uma leitura  Contradição: desatenta, chega-se ao final da leitura com uma conclusão diferente do que o autor desejou. 

View more...

Comments

Copyright ©2017 chineseinfo.info Inc.
SUPPORT chineseinfo.info